quarta-feira, 22 de março de 2017

AES Eletropaulo nas Escolas


Se você ainda não sabe responder a essa pergunta tão simples, está na hora de rever seus hábitos. A água é um recurso valioso e merece a sua atenção. Algumas escolas participantes do nosso projeto já entenderam isso. Olha só o que elas fizeram. 



A imagem pode conter: texto

Estratégias dos jogos de tabuleiros ajudam escolas a ensinar Matemática

Material pedagógico criado por professores da rede foi incluído no laboratório da Unesp


Tão antigo quanto o estudo da Matemática, os jogos de tabuleiros estão sendo adotados por professores das regiões de São José do Rio Preto e José Bonifácio para dinamizar as aulas da disciplina. Dama, ludo e sogo são algumas das opções utilizados por educadores nas escolas. A estratégia foi reconhecida pela Unesp (Universidade Estadual Paulista) e incluída no laboratório de Matemática da instituição.

Além das atividades em sala de aula, as duas Diretorias de Ensino organizaram em 2016 o 1º Campeonato Escolar de Jogos de Tabuleiro – CEJTA. Para isso, professores passaram por capacitações para entender as táticas de cada jogada e como incentivar o uso do raciocínio lógico. Um dos jogos utilizados foi o “Brincando com Múltiplos e Divisores”.
Cada escola escolheu um par de alunos de cada série do Ensino Fundamental e um aluno do Ensino Médio, que se enfrentaram entre si. “Não foi o jogo pelo jogo e nem a disputa em si, o que contou para valer foi o aprendizado dos nossos alunos”, conta Ana Claudia Martins, professora-coordenadora do Núcleo Pedagógico de José Bonifácio e uma das idealizadoras do campeonato.
Olimpíada de Matemática
Em 2016, a rede estadual de ensino de São Paulo, mais uma vez, se destacou na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) com 692 medalhas entre ouro, prata e bronze. Na 12ª edição da prova, 64 alunos foram premiados na região de São José do Rio Preto. Além das condecorações, estudantes, professores e escolas receberão menções honrosas e certificados de participação.

Alunos da rede desenvolvem projetos que auxiliam na economia de água

Jovens cientistas elaboraram projetos inovadores para o uso consciente do recurso hídrico

Em 22 de março se comemora o Dia Mundial da Água. A data foi escolhida pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1992, com a finalidade de promover debates e encontrar soluções para o uso consciente da água. Antenados e atentos à importância do tema, alunos das escolas estaduais de São Paulo encontraram no meio ambiente uma oportunidade para criar e desenvolver projetos científicos.

As soluções encontradas vão desde um sistema de irrigação com garrafas PET, um coletor da água de chuva de baixo custo e até o uso da matemática em dispositivos de controle de vazão e economia de água nas unidades de ensino.
No total, a Educação registrou nove projetos com a bandeira da reutilização e otimização de recursos hídricos, que já passaram pelo crivo de pesquisadores especializados na organização de feiras científicas.
Um dos exemplos é o projeto da equipe da E. E. Professor Carlos de Arnaldo Silva, em Jales, que representou o Estado de São Paulo na Genius Olympiad, em Nova York, uma competição internacional que envolve trabalhos relacionados a questões ambientais, desenvolvido por alunos do ensino médio.
A autoria é dos jovens Jhonatan Ferreira, Raphael Casagrande, Wigor Ribeiro, de 16 a 17 anos. Eles criaram um modelo que prevê a aplicação de uma nova técnica de filtragem capaz de eliminar a sujeira e o odor da água, viabilizando a reutilização em banheiros e na limpeza das áreas externas das escolas.
Assim como o sistema idealizado pelos cientistas mirins da rede estadual, o projeto dos alunos da E. E. Joaquim Marques da Silva Sobrinho, de Caieiras, também merece destaque pela economia de água na irrigação da horta da escola. Os jovens desenvolveram um sistema de irrigação utilizando garrafas PET recicladas furadas com agulha ao invés de mangueira, economizando água, reciclando e regando a horta com precisão.
Já em São José dos Campos, os estudantes da E. E. Ilza Irma Moeller Cóppio criaram um Sistema de Captação e Reaproveitamento de Águas Pluviais. Utilizando grades para evitar que lixo entupa bueiros e uma canaleta para a interceptação dessa água da chuva, evitando alagamentos e reutilizando a água.
- Conheça aqui todos os projetos

Minicurso do AcessaSP ensina a captar e a tratar água da chuva

22 de março é o Dia Mundial da Água, excelente motivo para você fabricar sua própria cisterna

Seguindo as definições do dicionário, você é capaz de identificar qual elemento da natureza iremos abordar neste texto? A saber: substância líquida e incolor, insípida e inodora, essencial para a vida da maior parte dos organismos vivos e excelente solvente para muitas outras substâncias; óxido de hidrogênio; é a parte líquida que cobre aproximadamente 70% da superfície terrestre, sob a forma de mares, lagos e rios.
Ficou fácil, certo? No entanto, mesmo diante da importância dada à água nos discursos, o ser humano, por incrível que pareça, ainda não despertou para a conscientização de saber usá-la com responsabilidade.
A água possui um enorme valor econômico, ambiental e social, o que a torna fundamental para a existência da vida no planeta Terra. Segundo a ciência, as primeiras formas de vida surgiram nos oceanos há cerca de 4 milhões de anos. Ela é um recurso natural único, escasso e essencial.
Mas, por maior que seja a sua importância, as pessoas continuam poluindo os rios e destruindo as nascentes, esquecendo que sem a água não há vida.
Diante da importância da água para a nossa sobrevivência e da urgente necessidade de manter esse recurso disponível, surgiu o Dia Mundial da Água. A data é comemorada no dia 22 de março, e foi criada em 1992 pela Organização das Nações Unidas (ONU), com o objetivo de ampliar a discussão sobre esse tema tão importante.
A Terra possui 1,386 bilhões de quilômetros cúbicos de água, mas apenas 2,5% desse total é água doce. Os rios, lagos e reservatórios de onde a humanidade retira o que consome só correspondem a 0,26% desse percentual. Daí a necessidade de preservação dos recursos hídricos. Em todo mundo, em média, 10% da utilização da água vai para o abastecimento público, 23% para a indústria e 67% para a agricultura.
Como captar e usar a água da chuva
A água potável é um recurso escasso, que deve ser poupado ao máximo para não faltar. E a chance de economizar também cai do céu, basta aproveitar! Somando a captação de água da chuva e outros cuidados é possível reduzir sensivelmente o consumo de água potável na sua residência.
Pensando nisso, a Educação indica o minicurso do AcessaSP “Como Captar e Usar a Água da Chuva”. Por meio de aulas online, o aluno aprende a montar, de forma simples, um sistema de captação de chuva (minicisterna doméstica), além de como tratar e armazenar o que foi coletado. A ideia é que as pessoas que se matriculam no minicurso, e o completam, ajudem a preservar a água tratada, economizando-a para outras situações, como beber e cozinhar.
Como se inscrever nos minicursos do AcessaSP
O site dos minicursos do AcessaSP é didático e intuitivo. Basta clicar com o mouse sobre o tema escolhido e, em seguida, se matricular. Após a matrícula, basta preencher a ficha para transitar livremente pelo portal. Uma dica valiosa é sempre procurar fazer uma lição por dia para absorver melhor as informações e não se sobrecarregar de conteúdo.
Outras formas de aprender melhor devem ser levadas em consideração, como sempre responder os questionários, pois essa é uma maneira de reforçar os termos aprendidos e de conferir se você entendeu todos os tópicos. Ao fazer as lições de casa, irá colocar em prática o que aprendeu na teoria.
Também é possível entrar em contato com os organizadores do site Acessa SP para enviar sugestões e tirar dúvidas sobre algum ponto da lição. E ainda existe a opção de imprimir cada uma das aulas, caso queira guardar o material.


Escola estadual em Guaíra economiza 80 mil litros de água com projeto de reutilização da chuva

Iniciativa garante que todo o líquido, antes despejado no esgoto, seja utilizado


O jardim da Escola Estadual Zezinho Portugal, em Guaíra, já não é como antes. A revitalização do espaço foi possível graças a uma iniciativa de reaproveitamento da água da chuva adotada pela unidade. O projeto arquitetônico, criado pelo professor de História Claudio José Reis Terra, garante que todo o líquido seja reutilizado na irrigação das plantas e limpeza. Para isso foi construído um sistema de calhas interligado ao reservatório. Em dois meses, a economia foi de 80 mil litros.

Segundo o professor, o objetivo da engenhoca é mostrar que é possível reaproveitar a água da chuva com poucas intervenções estruturais e conscientizar todos os alunos sobre o quanto é importante o consumo correto. O educador conta ainda que a escola procura sempre ensinar a importância da preservação dons bens naturais. Como exemplo, após a finalização do novo projeto, Cláudio José elaborou painéis explicativos fixados em murais.
Esse não é o primeiro projeto instalado no prédio. Outra ação de impacto na rotina de estudantes e professores direciona a água dispensada no bebedouro para um depósito de 4 mil litros. A lavagem das áreas externas é o principal destino. Desde 2013, a unidade faz parte do Programa Escolas Sustentáveis e também leva o tema às salas de aula.
Escola participa de palestras do Dia da Água
Para comemorar o Dia Nacional da Água, celebrado nesta quarta-feira, dia 22 de março, a Escola Zezinho Portugal irá representar a cidade de Guaíra em ciclo de palestras sobre água residual na Universidade de Barretos. No evento, será explicado todo o processo de captação e reaproveitamento de água da chuva.

E.E. Ítalo Betarello se consolida como melhor escola da capital

Divulgação nos Murais da D.E.R. Osasco - OBMEP/2017



Fonte da Imagem: celular particular de Lúcio Mauro Carnaúba

Dia Mundial da Água



Fonte: Imagens da Internet

terça-feira, 21 de março de 2017

OBMEP/2017 - Estamos a 10 dias do encerramento das inscrições...Participem!

Prezado(a) PCNP de Matemática,
Agradecemos a colaboração de todos na OBMEP 2016 e esperamos contar novamente com vocês nesta edição da OBMEP 2017.
É com grande satisfação que informamos que as inscrições para 13ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP, já estão abertas.
O período de inscrição será de 20 DE FEVEREIRO DE 2017 (segunda-feira) e vai até o dia 31 DE MARÇO DE 2017 (sexta-feira), através do endereço eletrônico: WWW.OBMEP.ORG.BR
Segue abaixo as escolas inscritas, até o presente momento, da sua diretoria:
ALCYR OLIVEIRA PORCIUNCULA PROF AMERICO MARCO ANTONIO DR
ANTONIO RAPOSO TAVARES
ANTONIO DE ALMEIDA JUNIOR ANTONIO PAIVA DE SAMPAIO CORONEL ARMANDO GABAN PROF
EE PROFA FRANCISCA LISBOA PERALTA
BENEDICTO CALDEIRA PROF CASA OSASCO I UI EE PROF VICENTE PEIXOTO EE TARSILA DO AMARAL
GASTAO RAMOS PROF
ERNESTO THENN DE BARROS PROF FANNY MONZONI SANTOS PROFA FRANCISCO MATARAZZO SOBRINHO GLORIA AZEDIA BONETTI PROFA
JARDIM CIPAVA II A
GRACILIANO RAMOS GUILHERME DE OLIVEIRA GOMES DEPUTADO HELOISA DE ASSUMPCAO PROFA HORACIO QUAGLIO PROF JARDIM SANTA MARIA III
LEONARDO VILAS BOAS
JOAO BAPTISTA DE BRITO PROF JOSE GERALDO VIEIRA JOSE JORGE PROF JOSE MARIA RODRIGUES LEITE PROF JOSE RIBEIRO DE SOUZA PROF.
NEWTON ESPIRITO SANTO AYRES PROF
LUCY ANNA CARROZO LATORRE PROFA LUIZ LUSTOSA DA SILVA PROF DR MARIA AUGUSTA SIQUEIRA PROFA NEUZA DE OLIVEIRA PREVIDE PROFA OSASCO ETE DE
WALTER NEGRELLI
PAULO FREIRE EDUCADOR SAO PAULO DA CRUZ TELMO COELHO FILHO MAJOR
UI CASA OSASCO II
Muito Obrigado a todas as escolas já inscritas!

21 de Março - Dia Internacional da Síndrome de DOWN



Diretoria de Ensino Região Osasco - Divulgação CAEM/USP



Observação: programação enviada pela CGEB/DEGEB/CEFAF

Vamos respeitar e incluir esses seres humanos tão especiais!


Fonte da Imagem: Internet

segunda-feira, 20 de março de 2017

Unidade Escolar: "Professor José Jorge"

Projeto: "Inovação e Investigação no Ensino de Ciências"















 Parabéns a todos!

Alunos, Professores e Gestores. 

Parabéns aos Parceiros!

sexta-feira, 17 de março de 2017

OBMEP/2017 - 32 Unidades Escolares já Inscritas!

Diretoria de Ensino Região Osasco
AMERICO MARCO ANTONIO DR
ANTONIO DE ALMEIDA JUNIOR
ANTONIO PAIVA DE SAMPAIO CORONEL
ANTONIO RAPOSO TAVARES
ARMANDO GABAN PROF
BENEDICTO CALDEIRA PROF
EE PROF VICENTE PEIXOTO
EE PROFA FRANCISCA LISBOA PERALTA
EE TARSILA DO AMARAL
ERNESTO THENN DE BARROS PROF
FANNY MONZONI SANTOS PROFA
FRANCISCO MATARAZZO SOBRINHO
GLORIA AZEDIA BONETTI PROFA
GRACILIANO RAMOS
GUILHERME DE OLIVEIRA GOMES DEPUTADO
HELOISA DE ASSUMPCAO PROFA
HORACIO QUAGLIO PROF
JARDIM SANTA MARIA III
JOAO BAPTISTA DE BRITO PROF
JOSE GERALDO VIEIRA
JOSE JORGE PROF
JOSE MARIA RODRIGUES LEITE PROF
JOSE RIBEIRO DE SOUZA PROF.
LUCY ANNA CARROZO LATORRE PROFA
LUIZ LUSTOSA DA SILVA PROF DR
MARIA AUGUSTA SIQUEIRA PROFA
NEUZA DE OLIVEIRA PREVIDE PROFA
NEWTON ESPIRITO SANTO AYRES PROF
OSASCO ETE DE
PAULO FREIRE EDUCADOR
SAO PAULO DA CRUZ
TELMO COELHO FILHO MAJOR
UI CASA OSASCO II
WALTER NEGRELLI
Parabéns a todas e muito obrigado!

"ÁGUAS RESIDUAIS" SERÁ O TEMA DOS DEBATES DO DIA MUNDIAL DA ÁGUA 2017


bol281 mat5A ONU Água - interagência da Organização das Nações Unidas que cuida da temática de recursos hídricos e saneamento - estabeleceu o tema “Águas Residuais” como o foco das discussões para o Dia Mundial da Água 2017, que será celebrado em 22 de março.
As Águas Residuais,  resultantes de algum processo de alteração, após o uso doméstico, comercial ou  industrial, também conhecida como "esgoto",  geralmente podem ser reutilizadas para fins que demandem menor qualidade, desde que recebam um tratamento adequado.
A voltas dessas águas para meio ambiente requer processos de  tratamento que lhe devolvam a qualidade necessária para que sejam  lançadas nos rios, represas, lagos ou no mar (foto), sem causar danos à saúde e ao ecossistema.
No Brasil, a coleta e tratamento esgoto é um dos grandes desafios para o saneamento ambiental. Segundo o Instituto Trata Brasil, apenas 48,6% da população tem acesso a este processo, com maior incidência nas regiões sul e sudeste e os menores índices no norte e nordeste.

22 de março – Dia Mundial da Água



Sabemos que muitas dessas imagens podem estar desaparecendo.

Porém elas são tão deslumbrantes e mágicas. 

Nos fazendo refletir sobre o tratamento e o respeito que temos concedido a esse bem tão precioso.

Eu economizo água e não jogo lixo nas ruas. E você? 

Pense e faça a diferença para o nosso planeta!


Fonte das imagens: Internet

22 de março – Dia Mundial da Água

O Dia Mundial da Água é comemorado em 22 de março desde o ano de 1993. Essa data busca conscientização a respeito da importância da água para os seres vivos.


O Dia Mundial da Água é comemorado todos os anos no dia 22 de março. A data foi sugerida na Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, de 1992, e passou a ser comemorada em 1993.
O objetivo desse dia é promover conscientização sobre a relevância da água para a nossa sobrevivência e de outros seres vivos. Além disso, a data é um momento para lembrar a importância do uso sustentável desse recurso e a urgente necessidade de conservação dos ambientes aquáticos, evitando poluição e contaminação.
Anualmente a Organização das Nações Unidas (ONU) escolhe um tema para ser debatido no Dia Mundial da Água. Entre os temas já escolhidos, destacam-se: Água e Desenvolvimento Sustentável (2015), Água e Energia (2014), Ano Internacional de Cooperação pela Água (2013), Água e Segurança Alimentar (2012), Água para as Cidades: Respondendo ao Desafio Urbano (2011), Água Limpa para um Mundo Saudável (2010), Águas Transfronteiriças (2009), Saneamento (2009) e Lidando com a Escassez da Água (2007). Para o ano de 2016, o tema é Água e Empregos: Investir em Água é Investir em Empregos. Para 2017, o tema é Água Residual e, para 2018, o debate volta-se para Soluções Naturais para a Água.
→ Declaração Universal dos Direitos da Água
No dia 22 de março de 1992, a ONU divulgou um documento conhecido como “Declaração Universal dos Direitos da Água”. Nesse documento são apresentados pontos importantes sobre esse recurso hídrico, destacando sua importância e a necessidade de sua preservação. Veja a seguir os principais pontos dos dez artigos dessa declaração:
Art. 1º - A água faz parte do patrimônio do planeta.
Art. 2º - A água é a seiva do nosso planeta. Ela é a condição essencial de vida de todo ser vegetal, animal ou humano. Sem ela não poderíamos conceber como são a atmosfera, o clima, a vegetação, a cultura ou a agricultura.
Art. 3º - Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados.
Art. 4º - O equilíbrio e o futuro do nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos.
Art. 5º - A água não é somente uma herança dos nossos predecessores; ela é, sobretudo, um empréstimo aos nossos sucessores.
Art. 6º - A água não é uma doação gratuita da natureza; ela tem um valor econômico: precisa-se saber que ela é, algumas vezes, rara e dispendiosa e que pode muito bem escassear em qualquer região do mundo.
Art. 7º - A água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada.
Art. 8º - A utilização da água implica respeito à lei.
Art. 9º - A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos de sua proteção e as necessidades de ordem econômica, sanitária e social.
Art. 10º - O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra.
→ Dados importantes sobre a água no mundo
  • Cerca de 70% da superfície do nosso planeta é coberta por água.
  • 97,5% da água do planeta é salgada e não pode ser usada para consumo humano.
  • Uma pessoa necessita de pelo menos 40 litros de água diariamente para fazer suas atividades, como beber, tomar banho e cozinhar.
  • Atualmente 768 milhões de pessoa no planeta não possuem acesso à água tratada.
  • 2,5 milhões de pessoas não têm acesso a saneamento básico.
  • Anualmente mais de cinco milhões de pessoas morrem em consequência de doenças ligadas à falta de água potável e saneamento básico.
  • Segundo a ONU, em 2030, a população mundial necessitará de 40% a mais de água.

ONU divulga tema do Dia Mundial da Água

Neste ano, o tema escolhido para celebrar a data é Água e Empregos: Investir em Água É Investir em Empregos.
A interagência da Organização das Nações Unidas que cuida da temática de recursos hídricos e saneamento (ONU Água) divulgou nesta segunda-feira, 1º de fevereiro, a data de lançamento do relatório sobre o desenvolvimento mundial na temática de recursos hídricos: UN World Water Development Report 2016. A publicação será apresentada em Genebra, Suíça, em 22 de março, Dia Mundial da Água. Neste ano, o tema escolhido para celebrar a data é Água e Empregos: Investir em Água É Investir em Empregos.

Para 2017 e 2018, a ONU Água também já definiu os temas que balizarão os debates em torno da temática dos recursos hídricos. No ano que vem, as discussões serão sobre Água Residual, aquela resultante de algum processo, como o industrial, e que geralmente pode ser reutilizada para fins que demandem menos qualidade (resfriamento de equipamentos, por exemplo). Em 2018, o tema do Dia Mundial da Água será Soluções Naturais para a Água.

Dia Mundial da Água

Celebrado mundialmente desde 22 de março de 1993, o Dia Mundial da Água foi recomendado pela ONU durante a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Eco-92). Desde então as celebrações ao redor do mundo acontecem a partir de um tema anual, definido pela própria Organização, com o intuito de abordar os problemas relacionados aos recursos hídricos.

Em 2003, o Brasil instituiu seu Dia Nacional da Água, também celebrado anualmente em 22 de março. Entre os temas já escolhidos para a data estão: água e segurança alimentar, águas transfronteiriças, saneamento, água limpa para um mundo saudável, lidando com a escassez de água e água para as cidades: respondendo ao desafio urbano. Saiba mais em: http://aguasdemarco.ana.gov.br/.


Fonte: ANA